quarta-feira, 12 de novembro de 2008

Sobre Cabo Verde...


No último informe contei do Festival de Musica Gospel que iria acontecer e pedi a oração de vocês. Acredito que Deus estava presente em todo tempo porque ali vimos a Sua mão agindo. O primeiro dia foi na Cidade Velha, logo seguimos para o interior da ilha e em seguida fomos para o outro extremo, Tarrafal. Em todos estes lugares foram feitos evangelismo durante o dia, nos dividimos em grupo, visitamos as famílias daquela região e aproveitamos para fazer o convite da grande noite regada de musica e muita animação.

Me marcou muito o dia em que estávamos no interior da ilha, Pedra Badejo. Eu enfrentava um conflito com Deus e questionava algumas coisas como a falta de água, de condições básicas de higiene, coisa desse tipo.
Na manhã onde nos reunimos para o devocional e preparo para a saída ao evangelismo, Jesus me tocou de forma sobrenatural! Ali eu pude me senti tão cheia de Deus, tão plena da presença do Espírito Santo que podia sentir Deus falando que eu não precisava de nada a não ser da presença Dele em minha vida. Eu não preciso de nada quando eu tenho Jesus por completo em mim. “A Tua graça me basta e a Tua presença é o meu prazer”. E com isso me senti completa. As coisas que me incomodavam antes passaram a ser sem importância pra mim. Glória a Deus que mais uma vez Ele me ensinou que eu não preciso me preocupar, Ele é o dono e Nele tudo encontra um propósito.

Meus últimos dias em Cabo Verde passei em Mindelo, Ilha de São Vicente, terra de Cesária Évora. Ali acontecia a Assembléia Geral, onde se reuniu gente de todas as ilhas, de todas as igrejas do Nazareno de Cabo Verde. Que tempo bom! Poder estar ainda mais perto da cultura, dos costumes, do povo caboverdiano foi de imenso valor pra mim. Tentei aproveitar cada momento.

Fui marcada pelo culto de Missões Nazarenas onde pude ver bem de perto a mobilização em missões nessas ilhas e ainda tive a honra de cantar mais uma vez “Mais que Maravilhoso” com a Debbie, marcada também pelo culto da juventude onde faltou luz e assim podemos ver ainda mais forte a ação do Espírito Santo. A luz voltou e tive mais uma honra de cantar a musica tema do acampamento da juventude (O meu melhor quero te dar, me derramar aos Seus pés...ser Tua imagem e semelhança é o desejo do meu coração...) que aconteceria na semana seguinte à Assembléia. Nestes dias ouvi pregações dos pastores David Araújo, Geraldo Nunes, Jorge de Barros, Jerry Porter que caíram como um bálsamo do Senhor sobre a minha vida! Realmente este foi um grande banquete!

Minha “mãe caboverdiana”, que é a responsável pela Missão Nazarena Internacional em Cabo verde me convidou para ministrar um workshop sobre missões e para mim foi um desafio que confiei nas mãos de Deus para que me ajudasse. O resultado é que foi muito gostoso compartilhar desse assunto que tanto amo.

Na semana seguinte à Assembléia fomos para Paul, Ilha de Santo Antão, onde aconteceria o Acampamento de toda a Juventude Caboverdiana. De São Vicente a Santo Antão fomos de barco, 50 minutos mais ou menos. Uma aventura e tanto pra mim que tinha lá meus receios de andar nesses barcos. Não tenho o que me queixar. A viagem foi linda e muito agradável. Chegamos no porto de Ribeira Grande e ainda tínhamos mais uma viagem até Paul, só que dessa vez em terra firme!

Que lugar encantador! Essa é considerada a ilha mais verde. O acampamento foi em uma escola no meio de montanhas e vales.Uma paisagem linda! Foi um tempo de muito valor pra todos os que estavam lá. Eu posso dizer que não voltei a mesma. Sou uma Esther renovada!
Por dois dias ministrei uma oficina sobre louvor e mais uma vez me senti desafiada com o tema. É muito comum ouvir sobre louvor. Na internet temos várias páginas de pessoas com opiniões diversas sobre o assunto. Me perguntei: Quem sou eu para falar de tal tema? Mas logo o Senhor me disse que não era pra eu me preocupar que era Dele todo o trabalho. Eu sou apenas instrumento que devo deixar ser usada. Ah, como foi gostoso! Que saudade eu tenho desses dias!

3 comentários:

mari disse...

Lindona!
Saudade!

Janeiro é a minha vez de pisar em terras africanas!
uhuuu!

beijos

mari disse...

eba!!!
volte sempre!

besus.

technology disse...

Although from different places, but this perception is consistent, which is relatively rare point!
nike dunk